Melhorar a Diabetes também é Coisa do Pilates

1141

A prática da atividade física é essencial tanto em pacientes diabéticos do Tipo I quanto do Tipo II. Tanto é assim que a Fundação Espanhola de Diabetes destina grandes esforços para promover o esporte entre os pacientes diabéticos e pessoas com predisposição para a doença. Segundo o Dr. José Ramon Calle, especialista em Endocrinologia e Nutrição, os maiores especialistas do mundo assim como as sociedades científicas mais reconhecidas, respaldam a prática da atividade física como parte do tratamento da diabetes.

Como regra geral e salvo exceções, os diabéticos devem praticar exercício diariamente de forma moderada e controlada. A atividade física ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue e a diminuir a quantidade de insulina diária necessária, no caso dos diabéticos Tipo I. O exercício cardiovascular é essencial para prevenir problemas circulatórios, mas sempre tendo em conta que é recomendável não recorrer a exercícios de alto impacto, pois eles podem alterar os níveis de glicose no sangue, causando hipoglicemias. Em muitos casos, os diabéticos sofrem também, como consequência da enfermidade, perigo de provocar lesões e retardo na consolidação de fraturas, de modo que uma reabilitação baseada em exercícios de Pilates poder ser a mais recomendada.

Mas não é só a partir do âmbito da reabilitação que nós, profissionais de Pilates, podemos atuar com essa população. O Pilates pode ser a atividade física ideal para os diabéticos, combinado com algum exercício cardiovascular, como caminhadas diárias de 30 minutos. O Pilates além de proporcionar flexibilidade, controle corporal e treino de todo o corpo, ajuda-nos a criar um equilíbrio entre corpo e mente. Este equilíbrio é muito benéfico para prevenir ou aliviar o stress, e o stress em pessoas diabéticas pode produzir mudanças negativas em seus níveis de glicose.

Tenho um cliente diabético no meu estúdio. O que eu faço?

Para os diabéticos, é muito importante ter controlado o seu nível de açúcar no sangue, por isso antes de começar a trabalhar com um cliente diabético, você deve considerar alguns fatores e conversar com ele ou ela, a fim de adaptar o ritmo de cada sessão de Pilates.

• É importante conhecer o nível de glicose no sangue antes de iniciar uma sessão de Pilates. Se o nível for muito alto, não é recomendável praticar o exercício imediatamente.

• Durante as primeiras sessões, é recomendável realizar sempre um novo teste de glicose após os primeiros 30 minutos. Se a pessoa não está habituada a realizar exercícios, é possível que 30 minutos de prática de Pilates vá lhe causar hipoglicemia, embora isso dependa de cada pessoa e do quanto o seu corpo é habituado a prática de exercícios.

• Após encerrar a sessão, deve-se checar novamente as taxas de glicose no sangue.

• É aconselhável informar a pessoa com diabetes que muitas vezes os níveis de açúcar diminuem após duas horas da prática do exercício físico, então deve-se controlar o açúcar no sangue após esse período a fim de evitar a hipoglicemia pós-exercício.

• Superadas as primeiras sessões, com um controle antes e após a sessão será suficiente.
• Se o seu cliente avisa que seus níveis de glicose estão muito baixos devido ao Pilates, recomende a ele que reveja e compare as taxas de glicose antes e depois das sessões de Pilates, para com orientação médica poder reajustar a medicação.

• Se o resultado é que os níveis de glicose no sangue não variam com a prática de Pilates, ainda assim estará fazendo um grande trabalho de prevenir as possíveis complicações de sua doença.
Meu cliente caiu: e agora?

Quando você tem clientes diabéticos no estúdio de Pilates, você deve reconhecer os sintomas de hipoglicemia e saber como reagir em tempo. Ninguém gosta de desmaiar por falta de açúcar no sangue, por isso, ter cuidado nunca é demais. Este é o nosso guia para detectar a hipoglicemias:

• Pergunte ao seu cliente quais os sintomas que ele costuma ter quando sofre uma baixa de açúcar no sangue e os leve em conta enquanto ele pratica o Pilates.

• Os sintomas mais comuns são palidez, sudorese, alterações da fala (incongruências, confusão ao falar), tonturas, perda temporária da visão e perda de consciência.

• Para tentar reverter o quadro de hipoglicemia, se a pessoa está consciente e é capaz de engolir, o mais rápido e simples é dar-lhe um copo de água com açúcar, uma bebida açucarada ou suco.

15• Se seu cliente desmaiar é possível que ele requeira uma injeção subcutânea de glicose. Pergunte ao seu cliente se ele carrega consigo suas doses de glicose e recomende, para sua segurança e sua tranquilidade, que ele as traga para a aula de Pilates.

Você tem clientes diabéticos em estúdio de Pilates? Como estão indo? Conta pra gente! Adoraríamos receber seu depoimento, então por favor envie para contato@maisquepilates.com

Artigo traduzido e adaptado pela redação da Revista +Q Pilates. Conteúdo gentilmente cedido pela Polestar Pilates Espanha. Saiba mais em: http://goo.gl/hAXL0I

Deixe um comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.