Como Inserir o Arcus nas aulas de Pilates

186

Saudações, Colegas! Na coluna de hoje, vou explicar como inserir o Arcus nas aulas de Pilates. Vale lembrar que é um equipamento multifuncional e pode trabalhar com até 4 clientes simultaneamente, possibilitando a criação de vetores de força com as molas em todas as direções.

Para ter uma sequência lógica em minhas aulas, costumo classificar os exercícios no Arcus da mesma forma que aprendi em minha formação de Pilates (Physio Pilates / Polestar), ou seja, em 7 categorias e utilizo também os 5 elementos de modificação de exercícios para progressão, regressão ou assistência. Logo, procuro distribuir a sequência de exercícios em todos os equipamentos do studio e incluo mais alguns exercícios no Arcus, de acordo com os objetivos dos aluno na aula (deixo sempre 3 ou 4 pré montados).

Desta forma, o próprio aluno enxerga o equipamento como mais uma estação pela qual passará e o instrutor terá um universo ainda maior de exercícios, podendo também associar algum acessório ou equipamento junto ao Arcus.

“Em 2016, tive o primeiro contato com o Arcus e ele se encaixou perfeitamente nas aulas de Pilates. Inovador e muito versátil, trabalho aula individual e circuito com até 4 alunos de uma só vez”,

relata Daniela Franco, proprietária do Studio de Pilates que leva seu nome na cidade de Poços de Caldas, M.G.

Outro ponto interessante é o trabalho com alunos avançados uma vez que, por proporcionar exercícios em cadeia aberta resistida (isso mesmo, este é o termo que melhor define o equipamento), o instrutor pode criar sequências coreografadas desafiando e estimulando sempre que necessário.

“Quando estou perto dele, sinto que também posso criar. Me fez gostar ainda mais do Pilates, explorando as molas de outras formas”

diz Fernanda Ferreira, fisioterapeuta do Expressar, Studio que possui 2 Arcus em Sete Lagoas, M.G.

Para studios que trabalham com reabilitação, pode ser utilizado como uma “sala” de cinesioterapia, fixando molas e criando vetores de força multidirecional, tornando-se uma ferramenta poderosa para o instrutor. E foi desta mesma forma que o idealizei: um equipamento inspirado no método e ideias de Joseph Pilates contribuindo para melhorar a qualidade de vida de nossos alunos.

Um Forte Abraço.

Gustavo Mendes

Criador do Arcus – Estação de Molas, graduado em fisioterapia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas-SP (PUCCAMP) (1997). Instrutor de Pilates, Certificado pela Physio Pilates – Polestar em REHAB(2014). Formado em RPG/SS-SSRP pelo Instituto Henriqueta Teixeira, em Belo Horizonte- M.G. (2003). Formação em Síndrome de Dominâncias Musculares pelo NEF – Núcleo de Excelência em Fisioterapia, onde também certificou-se em Pilates Funcional AVDs e Gestos Esportivos, em Belo Horizonte- MG (2011). Certificado em TRX Pilates Suspension Training (2009). Co-fundador da APAE de Divino-M.G.. Membro do Conselho Fiscal da Unicred Sete Lagoas – M.G.. Músico Baterista pelo Drummers Collective N.Y. –U.S.A. (1992). Atualmente é instrutor de Pilates e RPG, responsável técnico do Expressar Dança e Pilates, em Sete Lagoas – M.G.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.