Corpo: Expressão de Vida e Movimento

90

As emoções aparecem no trabalho corporal, as estruturas que você está estimulando não apenas ajudam na criação da auto-imagem, mas a longo prazo o que estamos tentando fazer é alterar essa imagem. 

Conexão: Corpo e Imagem

Corpo e imagem estão intimamente conectados e ambos são moldados pelas experiências do movimento. O trabalho corporal por isso deve ser gradativo, pois alterações muito rápidas podem não dar tempo para a pessoa se adaptar, o professor deve aprender a rastrear com todos os sentidos observando as expressões faciais e o que cada movimento traz para o aluno.

Resolução de desequilíbrios estruturais

Não se coloque na postura de procurar resolver os problemas e desequilíbrios estruturais, se você como professor se colocar no lugar de consertar o seu aluno já estará caminhando na direção errada, e seguindo para o sentido o qual tendem os mecanismos de defesa. A mobilização de consciência necessária numa atitude de resolver problemas é prejudicial ao tipo de abertura para aceitar e compreender.   

Apenas seja a fonte de auxiliar o aluno a reconhecer o significado de suas experiências com seu corpo.  Dê suporte ao comportamento espontâneo e auxilie o relaxamento, fortalecimento e alongamento dos músculos envolvidos no manejo das expressões emocionais. 

Assim, o corpo molda a mente e a mente molda o corpo….

“A postura molda não apenas como nos sentimos, mas também a idéia  que temos de nós mesmos – de nossa autodescrição à confiança com que a sustentamos. E essa autoimagem pode facilitar ou bloquear nossa capacidade de nos conectarmos com os outros, de realizarmos nosso trabalho e de estarmos presentes” (CUDDY, A. 2016).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui