Criança pode praticar pilates?

18219

Por Maria Militão

Pode e deve! Desenvolvendo um corpo inteligente com o método pilates!

Joseph Pilates afirmou em seu livro que “com a respiração e a postura corretas, a criança não necessita de exercícios artificiais. Andar, correr, saltar, dar cambalhotas, pular são movimentos naturais criados pela mãe natureza para desenvolver as habilidades normalmente”. O método Pilates vai ao encontro dessa afirmação justamente por desenvolver exercícios bem próximos aos movimentos naturais, mais ainda para as crianças.
Qual criança não ficaria feliz ao executar um “theSeal” (a foca) ou um “theCrab” (o caranguejo), mesmo não sabendo que faz parte do repertório do método Pilates?

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) uma criança deve realizar diariamente pelo menos 60 minutos de atividade física que englobem grandes grupos musculares e que envolvam o peso do corpo para promover o crescimento ósseo.
Pesquisas apontam que o sedentarismo infantil vem crescendo cada vez mais e que apenas 22% dos meninos e 9% das meninas atingem a atual recomendação para atividade física.
Infelizmente, hoje em dia, a maior atração para os pequenos fica por conta dos eletrônicos e para fugir desse vício, pais e educadores devem estimular outras atividades com as crianças, oferecer novas propostas de diversão.

As crianças são extremamente flexíveis, dispostas e ativas, com energia ilimitada. É preciso preservar e incentivar esse comportamento para evitar o sedentarismo.

O Pilates oferece à criança um novo mundo, repleto dediversão e benefícios físicos e cognitivos. Ela desenvolve a percepção corporal e espacial de si mesma e do outro, respeitando espaço, tempo e ritmo.
Joseph Pilates, muitas vezes se inspirou na posição e nos movimentos dos animais. Alguns desses exercícios podem ser utilizados para chamar a atenção das crianças. Sendo assim, é importante que o profissional voltado a este universo, esteja em sintonia com a área infanto-juvenil para que a identificação professor-aluno aconteça de forma mais leve e saudável.

Para ganhar a simpatia dos pequenos, as aulas devem associar exercícios do método Pilates que contribuam para o desenvolvimento infantil de forma lúdica e benéfica. A criança precisa demonstrar interesse por si só e nunca ser pressionada para que participe de algo apenas pelo interesse dos pais.
Recomenda-se não forçar a competição. A criança deve fazer algo que lhe ofereça prazer e não que provoque ansiedade. O ritmo dos pequenos deve ser respeitado, introduzindo pausas para descanso ou até mesmo reduzindo o tempo da aula. Dessa forma, a criança sentirá satisfação, alegria durante a atividade. O melhor de tudo, ela estará se divertindo.

Portanto, o Pilates – e seus princípios,baseados no dinamismo, ampla variabilidade de exercícios, acessórios, aparelhos é conquista certa. A atividade irá somar para o desenvolvimento global da criança, tirando-a do círculo vicioso do sedentarismo, fazendo com que ela tenha uma qualidade de vida muito melhor e se torne um adulto mais confiante e saudável.

Deixe um comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.