Gasto calórico na aula de Pilates

22995
A minha intenção em falar sobre este tema já vem de longa data, na verdade, desde quando iniciei o meu trabalho com Pilates esta era uma curiosidade minha e de pessoas que me procuravam para saber um pouco mais sobre um método que ainda era pouco conhecido e divulgado no nosso País e, no meu local de trabalho era total novidade, pois, estávamos iniciando o trabalho de Pilates numa grande academia em São Paulo.

Justamente por ser Educadora Física e estar no ambiente de academia que tem grande apelo estético e uma preocupação constante por parte dos clientes em saber qual a perda calórica nas atividades físicas oferecidas e praticadas sempre quis fazer essa pesquisa. Sendo assim fiz algumas tentativas de mensurar alguns itens, como:

  • Comportamento da pressão arterial no decorrer de uma aula de Pilates;
  • Qual a média da frequência cardíaca atingida numa aula de Pilates;
  • Qual o gasto calórico de uma aula de Pilates, entre outros temas;

Em meados de 2001 fiz algumas “tentativas” de mensurar esses itens que eu considerava “informações básicas” que gostaria de responder aos meus clientes e já começar a colaborar com o método para fundamentar algumas questões, pois, este era visto por muitos como algo que não servia para nada, ou ainda para que servia ? Pilates emagrece ? Pilates “queima calorias”?

 

Porém minhas tentativas foram em vão pois, os alunos que ofereceram-se para participar foram assíduos por um curto período, após um tempo alguns viajavam com frequência, outros esqueciam o polar entre outros acontecimentos, então eu recomeçava várias vezes o projeto até que após um período de 3 meses de tentativa deixei para uma outra ocasião, porque não consegui manter a constância que precisava dos alunos recrutados para as aulas. Na época era um grupo de 10 homens com faixa etária de 50 anos fazendo aula de 60 minutos, 2 vezes por semana, por um período de 12 semanas.

Apesar de saber que o Pilates tem muitas funções e inúmeros benefícios importantes como alguns citados a seguir:

  • ação profilática
  • condicionamento físico;
  • aplicação para reabilitação;
  • organização/correção corporal;
  • fortalecimentos;
  • consciência e controle corporal, etc;

As pessoas praticantes sentiam falta de saber um pouco sobre esse quesito.

 

Recomecei e parei muitas outras vezes até que neste último ano pude contar com um grupo assíduo e disciplinado na frequência e na execução do repertório.

A ideia no entanto, não foi de produzir um artigo científico e sim de ter e dar uma noção de quanto se gasta de caloria baseada numa aula de Pilates na Cia do Corpo. Tenho visto e lido muitas coisas relacionadas a este tema por aí, e o que eu vejo é que as pessoas falam de um gasto calórico de 400 a 500 calorias por aula ou mais em aulas de nível intermediário ou avançado e sabemos que não é tão simples assim para “queimar” essa quantidade de calorias. Sei que algumas pessoas só deduzem, devem gastar isto ou aquilo e eu cheguei a encontrar até uma calculadora de calorias consumidas em Pilates, na qual você coloca o tipo de aula, o peso e o tempo da atividade e ela dá o resultado das calorias gastas sem se quer ter feito aula. Alguém mais conhece?

Então fica sempre aquele questionamento no ar sobre emagrecimento e gasto calórico…

E sabe-se que isso depende de uma série de fatores a se considerar, tais como:
– Peso, altura, idade, sexo, composição corporal, nível do aluno, nível da aula, modalidade da aula (cadillac, mat, reformer, chair), calorias ingeridas x calorias gastas, metabolismo basal que é determinada pelo peso e percentual de massa muscular (massa magra) e AVDS.

Durante minhas pesquisas para saber mais a respeito, tenho algumas informações do ano de 2010 até 2012 e o que procurei atualmente não muda muito em relação ao que já havia lido, e como não obtive êxito total da fonte destas informações deixo aqui apenas um breve resumo do que li no decorrer desse período até agora.

 

“O Pilates contribui para desenvolver musculatura e para aumentar a taxa metabólica basal.”

“O gasto calórico das rotinas de Mat nível iniciante e avançado se equivalem à exercícios aeróbicos de baixo impacto, como caminhada de 6km por hora e musculação com a mesma duração e carga semelhante.”

“… aula de Mat Pilates nível iniciante, gasta 175 calorias e na aula de nível avançado em torno de 254 calorias, realizado por mulheres jovens e saudáveis em aulas com duração de 50 minutos.”

“… quando o aluno passa do nível básico para o intermediário e avançado mais gasto calórico se tem.”

“O gasto médio dos primeiros 30 minutos de uma aula de Mat foi de 180 calorias e 90 a cada 15 minutos subsequentes, observou-se que os homens tiveram maior gasto calórico do que as mulheres devido a maior massa muscular.”

“Em 2011 a PUC do Rio grande do Sul publicou um artigo dizendo que a prática do exercício de Pilates por 8 semanas é capaz de reduzir 13% da gordura do fígado.”

“Para gastar o maior número de calorias em sua rotina de Pilates e auxiliar na perda de peso, o ideal é realizar exercícios que exigiam estabilização total do corpo. Exercícios de rápida sucessão para maximizar a queima calórica e claro combinar uma dieta com calorias reduzidas.”

 

Apresento a vocês o resultado das aulas aplicadas na Cia do Corpo, a um pequeno grupo de mulheres na faixa etária de 50 anos, saudáveis de nível intermediário que fizeram aulas com duração de 45 minutos, 2 vezes por semana, em um período de 24 semanas.

As aulas foram realizadas nos equipamentos cadillac, reformer, chair, spine corrector e o acessório ultra fit circle que foi encaixado em algumas rotinas de nível básico para intermediário. Todas as alunas utilizaram no decorrer das aulas o monitor apple watch para marcar calorias e frequência cardíaca.

Durante as aulas os exercícios foram sucessivos e contínuos, as pausas eram ativas fazendo alternância dos grupos musculares utilizando o repertório do Pilates clássico.

A frequência cardíaca média da aula foi de 125 bpm e a média de calorias gastas foi de 325.

Sendo assim, baseado nos dados que colhi, conclui-se que uma aula de Pilates nos equipamentos tem um gasto calórico considerável, contribuindo assim na eliminação de peso como muitas outras atividades, associado aos exercícios aeróbicos e a uma dieta balanceada e saudável.

Esta pesquisa foi realizada apenas para dar um parâmetro aos nossos clientes e profissionais, então deixo aqui um convite para quem tiver outras informações, para pesquisarmos, compartilharmos e falarmos mais a respeito do tema futuramente.

 

9 COMENTÁRIOS

  1. Foi a melhor matéria do Mais Q Pilates. Parabéns Sandra, você foi clara e honesta nos posicionamentos. Precisamos de mais pesquisa científica mesmo nessa área.

  2. Adoro as matérias da Mais que pilates…
    Gostaria de saber se possui assinatura mensal pra receber a revista em casa?

    • Oi Milena, tudo bem? Muito obrigada pela carinho e retorno. Por enquanto, a nossa Revista é apenas digital. Quem sabe futuramente fazemos uma versão impressa? Um abraço! E volte sempre!

  3. Bacana! Apesar de sempre falarem que não perde peso, eu noto muita diferença no corpo após o pilates ter entrado na minha rotina de exercicios!

  4. Excelente artigo, parabéns pela iniciativa em pesquisar, sempre tive essa dúvida apesar de falarmos isso nos cursos e ler alguns artigos sobre esse assunto, porém nunca foi tão bem explicado. Amei.

    • Obrigada Sandra pelo retorno, procuro sempre falar sobre fatos reais, pessoas reais, condições verdadeiras e assim poder compartilhar as informações como elas se apresentam. Bjs

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.