Pilates na gestação e pós-parto

2940
Pilates para Grávidas

Foto: Marla Lopes

 

Por: Andreia Monteiro

A gestação é um estado sublime, um período de 40 a 42 semanas de muitas transformações no corpo da mulher.

Durante a gravidez além do aumento do peso corporal temos também mudanças hormonais, que levam a alterações de humor, atenção e concentração. Para completar, com o passar dos meses nosso centro de gravidade vai sendo cada vez mais projetado para frente e nossa resistência muscular e respiração ficam comprometidas, além das outras mudanças!

Durante este período a prática de exercícios físicos é essencial para melhorar a qualidade de vida da futura mamãe. Dentre os exercícios podemos destacar o Método Pilates, no entanto, alguns cuidados devem ser tomados. A gestante e o seu professor devem evitar os exercícios que utilizam muita contração abdominal e de grandes alavancas. Pensando nesse momento tão especial, e na importância de praticar exercícios durante a gestação e nos pós-parto separei algumas dicas para a prática de Pilates nesse período.

O que evitar do Repertório de Mat Pilates durante a gestação:
– Devemos evitar todos os exercícios de rolamento de coluna para trás, como Roll Over, Jack Knife, Control Balance;
– Abdominais como o Hundred, o Teaser, One Leg Strech;
– A partir do segundo trimestre todos os exercícios em Decúbito Ventral devem ser evitados;

Já a prática no Estúdio com aparelhos é mais segura e eficaz para a gestante, mas ainda assim devemos evitar todos os exercícios citados acima.

Benefícios do Pilates para a gestante:
– Fortalecimento da musculatura de assoalho pélvico;
– Melhora da postura;
– Melhora da qualidade respiratória;
– Prevenção de possíveis dores lombares;
– Maior consciência corporal;
– Facilitação para o parto normal;

Quanto tempo depois do parto devemos retornar as atividades físicas?
– Assim que o Médico der alta.

No pós-parto devemos evitar as flexões laterais nos primeiros três meses, pois não sabemos se houve rompimento da diástase abdominal. É muito importante desenvolver novamente na mulher a força abdominal, força nos glúteos, força nos adutores e a mobilidade articular na região lombar.

O Método Pilates é maravilhoso para a recuperação da percepção da contração do assoalho pélvico (períneo); fortalecimento das pernas; fortalecimento da musculatura dorsal; adutores; entre outros exercícios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Informe seu nome aqui