Poluição da água: como resolver esse problema?

481

A água é um bem precioso e cada vez mais se torna tema de debates no mundo todo. O uso irracional e a poluição de fontes importantes como rios e lagos podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada. Sabemos que a água é um dos mais essenciais recursos naturais para os seres vivos. Além de ser vital para a manutenção da vida, o domínio da água permitiu que o homem aprendesse a plantar, criar animais para seu sustento, gerar energia, recreação, entre outras.

O planeta Terra é composto por aproximadamente 75% de água. Entretanto, se levarmos em conta a água doce, somente 1% está efetivamente disponível para o consumo. Onde são utilizados 70% para agricultura, 20% para indústria e 10% para uso doméstico.

Uma forma comum de poluição das águas é causada pelo lançamento de dejetos humanos nos rios, lagos e mares. Sendo constituídos de matéria orgânica, esses resíduos levam ao aumento da quantidade de nutrientes disponíveis no ambiente, fenômeno denominado eutroficação, que permite grande proliferação de bactérias aeróbicas, que consomem rapidamente todo o oxigênio existente na água.

Como consequência, a maioria das formas de vida naquele local acaba por morrer, inclusive as próprias bactérias. Devido à eutroficação por esgotos humanos, os rios que banham as grandes cidades acabam com sua flora e fauna destruídas, tornando-se esgotos a céu aberto. O lançamento de esgotos nos rios acarreta, ainda, a propagação de doenças causadas por vermes, bactérias e vírus.

Sabemos que a água tem várias fontes de poluição, a maior delas está nas cidades. A falta de saneamento básico contribui muito para a poluição. Muitas das estações de tratamento de esgoto descartam o lixo produzido diretamente nas águas correntes. A chuva ácida é outra das grandes fontes de poluição da água, sua capacidade de destruição é tão grande que chega a acabar com a vida aquática. Os lixos dos aterros municipais quando vazam acabam indo para as águas subterrâneas. Os produtos agrotóxicos usados nas lavouras infiltram-se no solo e escorrem para os rios, lagos e até às águas subterrâneas. O ser humano tem causado grande prejuízo à natureza, através dos lixos, esgotos, dejetos químicos industriais e mineração sem controle.

Uma forma de minimizar esse problema é através dos serviços de saneamento ambiental, que incluem a coleta e o tratamento de lixo e de esgoto (antes de lançá-lo nos rios e mares, diminuindo as substâncias tóxicas e patogênicas presentes na água). Porém, a ausência desse serviço é muito grande em vários países. No Brasil, por exemplo, mais da metade do esgoto é lançado em rios, lagos e no mar sem passar por um tratamento adequado. Além de evitar ou, no mínimo, diminuir a emissão de agentes poluentes, é necessário preservar e proteger os mananciais existentes.

Embora muitas soluções sejam buscadas em esferas governamentais e em congressos mundiais, no cotidiano todos podem colaborar para que a água doce não falte. A economia e o uso racional da água devem estar presentes nas atitudes diárias de cada cidadão. A pessoa consciente deve economizar, pois o desperdício de água doce pode trazer drásticas consequências num futuro pouco distante.

Fonte: www.pensamentoverde.com.br

Deixe um comentário:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.